Antepasto de Berinjela




Olá!

Resolvi postar a receita do antepasto de berinjela que fiz dias atrás.

Ele é servido com pão árabe, mas também é uma ótima opção para usar na torrada, em substituição à manteiga. Mais saudável e saboroso!

Moutabel
Ingredientes
•    2 berinjelas de tamanho médio
•    2dentes de alho
•    Pitadas  de manjericão seco
•    2 colheres (sopa) de tahine
•    Suco de 1 limão siciliano
•    1/2 colher (chá) de sal
•    1 colher (chá) de azeite
Modo de preparo

Preaqueça o forno quente (200º C). Unte levemente um tabuleiro com óleo.

Coloque a berinjela no tabuleiro untado e leve-a para assar por 30 minutos, ou até que esteja macia, mas não esteja se desmanchando. (eu enrolei cada uma num papel alumínio)

Em um processador de alimentos, bata o alho junto com o manjericão.

Retire a casca da berinjela e coloque a polpa no processador de alimentos junto com o alho batido. Processe bem.

Transfira os ingredientes processados para uma travessa. Com a ajuda de um garfo, faça uma pasta com o tahine, o suco de limão e o sal.

Misture esta pasta com os ingredientes processados, decore com hortelã e regue com o azeite.

Para quem não gosta de alho, pode diminuir a quantidade para 1 ou ½ dente. Fica uma delícia!

Depois é só passar no pão e “Bon apetit”! ♬♫♬

    
ハロー!

先日作ったモータベウというナスの前菜のレシピをポストすることにした。

その前菜はナン(アラブパン)と一緒に出しますが、デイリー、バターの代わりにトストに使うとヘルシーでおいしいです!


モータベウ

材料:

ナス2個
ニンニク2かけ
なす(普通のなすでも) …… 2本
おろしにんにく…… 2片分
バジル …… 大さじ1
そえ(Tahini)…… 大さじ2
レモン汁 …… 1個分
塩 …… 小さじ1
オリーブオイル …… 大さじ1

作り方:


事前にオーブンでナスを焼きます。
ブラジル人にナスの焼き方を一つ一つ教えないとわからないが日本人はそのステップはジャンプします。表面がまんべんなく黒くなるまで焼きます。
※ポイト:焼く前になすに切れ目を入れると、皮がむけやすくなります


フードプロセッサーでニンニク・オリ部オイルとバジルを混ぜる。

ナスの皮をむいて、実をプロセッサーに加えて混ぜる。ボール①に移して置きます。


別のボールで残った材料(Tahini、レモン汁、塩)を混ぜます。そのペストをボール①に加えてスプーンで混ぜます。

バジルを上に載せて飾ります。

ニンニクの味が苦手な人は量を半分に減らしてもおいしいです。

パンに塗って召し上がれ~♬♫♬

Karê Rice




Ohayo!  ( ^_^)

Um bom dia com gostinho japonês!!
Minha irmã está passando dois dias conosco, então, como sei que ela adora “Karê Raisu”, resolvi fazer para ela!

Karê raisu? Mas o que é isso? É de comer? SIM! Nada mais é que um cozido “indiano ajaponesado” com CURRY, que é servido com arroz branco japonês (estilo “unidos venceremos”)!
Curry = Cãre = Karê  // Rice = Raisu deu para entender a associação dos nomes? Não, né? Nem eu!
Mas tudo bem. O importante é que eu nunca conheci alguém que dissesse: “não gosto de Karê”!
Também, não é um prato muito difícil de ser feito. Mesmo porque a base do Karê (Karê no moto), você encontra em qualquer loja de produtos japoneses.


Existe o karê de galinha, de carne suína ou de carne de vaca.
Vou ensinar aqui como eu gosto de fazer o Karê. Uso a bisteca suína por que eu separo carne – osso – gordura e faço um caldo com os ossos e uma pequena parte da gordura ( o resto, vai p o lixo organico).
Se fizer de carne de vaca, você pode fazer o caldo utilizando o ossobuco. (muito bom também!)

KARÊ RAISU (Karê Rice)

1 kg de bisteca
1 l de água
5 batatas grandes cortadas em hitokuti size (tamanho de uma bocada)
3 cenouras cortadas em tamanho
3 cebolas
1 pacote de base para Karê
1 col. de óleo

Primeiramente separo a carne dos os ossos e da gordura. Coloco os ossos numa panela com água fervente e uma colher de chá de sal.
Cozinho bastante e vou tirando a espuminha (AKU) que fica por cima, com uma colher.
Enquanto isso, corto a cebola bem fininha (slice) e refogo com 1 col. de óleo numa panela funda, em fogo mediano - baixo, até a cebola murchar e ficar marrom. (Cuidado para não queimar!)
Depois de marronzinha, acrescento o filé da carne, a batata e a cenoura, refogo mais um pouco. Coloco o caldo da carne e a base do Karê.
Deixo cozinhando, mexendo de vez em quando para não pegar no fundo da panela até formar uma “sopa” consistente.


Agora, se você não tem todo esse tempo, ou disposição para refogar a cebola, cozinhar o caldo em separado, etc., você pode colocar todos os ingredientes cortados + a base do Karê numa panela de pressão e tampa. Depois de pegar pressão, deixe cozinhar por 10 15 minutos. Desligue e só abra após, no mínimo, 30 minutos. Prático, não?


Depois de pronto, é só colocar o arroz no prato fundo e ao lado, uma concha do Karê.

Como é apimentado, é gostoso uma água bem gelada para beber, ou uma biiru (beer).

アロハ!( ^_^)

今日から日本語バージョンのブログをはじめます!
食べるのが大好きとわかっている友人が多いですが料理を作るのも大好きです!
これから気に入たレシピを作る度にみんなと分けていきたいと思います。
もちろん、失敗もあるけど、失敗は成功の元と言われていますから、それもブログに書いていきます。

今週は出張でリオに来た姉にカレーライスを作りました。

ブラジル人はカレーを始めて口にするとすぐ気に入ります。しかし、なかなか日本料理屋さんに出ないので、自分で作るしかないです。
日本人に作り方を教えなくてもよ~くわかってるけど、一つだけ私のチャレンジポイントを言います。
豚の骨(日本で使ったことがないから、どういう豚のところなのか知らない)で出し汁を先に作っておいて、カレーに使います。
時間のある時にオニオンをスライスに切って茶色になるまで諦念に弱火で炒めます。豚肉や野菜や先ほどの出し汁とカレールーを入れてからゴツゴツと煮込む。

しかし、時間がない時、全てを切ってから圧力鍋圧力を掛けます。作りはじめてから1時間以内に出来上がりですので簡単で、perfect

みなさまのカレーチャレンジも教えていただきたいで~す!
*^^)^* Chu

Lanchinho rápido

Aloha!

Ontem tivemos uma pequena reunião lá em casa. Foi super corrido, porque não tinha nada preparado e nada na geladeira.
Quase entrei em desespero, mas com a ajuda da Rafaela (cunhada) e Islaia (prima do maridex), pude preparar em 1h30 um lanchinho que foi ideal.
O prato principal ficou por conta da Islaila, que fez um autêntico cachorro quente teresinense. Eu tomei um susto quando soube que cachorro quente em Teresina é feito com carne moída! E aí? Vocês já viram isso?
Com certeza, quem é baiano nunca viu (pelo menos na Bahia)! Já morei em Sampa, Rio e Curitiba, e também nunca tinha visto.
Cachorro quente é uma coisa que nem todo mundo gosta por causa da salsicha. Então, é até uma boa opção acrescentar a carne moída. 
Aí você pode servir com todos aqueles acompanhamentos gordurosos e saborosos: Queijo ralado, maionese, ketchup, milho verde, batata palha....
Olha, todo mundo quis experimentar e pela cara de todos (incluindo a minha), saiu muito gostoso!
Fiz uns mini cupcake de brigadeiro, e uma pasta de berinjela para acompanhar umas torradinhas (fiquei com medo de alguém não curtir o hot dog). 
Fotógrafa: Islaila Maria Ferreira
Como estávamos em menos de dez pessoas, foi ideal, porque colocamos na mesa e cada um se serviu.
Comprei guaraná que é o que combina com o prato principal, mas também um suco de laranja, caso alguém estivesse de dieta...  
Quando recebemos visita em casa é importante sempre termos várias possibilidades, para evitar constrangimentos por parte dos convidados. Mesmo que seja uma pequena reunião como foi a nossa de ontem.  O importante é que todo mundo saia mais feliz do que quando entrou, não é? ;)
Hoje, vou passar a receita do cachorro quente. A do cupcake vem quando eu acertar (rsrs). Apesar de sair gostoso, não cresceu o suficiente e ficou muito doce para o meu gosto. Realmente, a pressa é a inimiga da perfeição!
Fotógrafa:Anna Rafaela Ferreira 

A pasta de berinjela também é super simples e você pode até usá-la para substituir a manteiga no dia a dia. Mais saudável e saborosa! Também "vem" depois.
Bom proveito!

Cachorro Quente com carne moída

1 pimentão pequeno
1 cebola
1 tomate
½ pacote de molho de tomate pronto
400g de carne moída
1 col de sopa de óleo
1 pacote de salsicha
2 copos de água
Sal e tempero à gosto

Temperar a carne com sal, limão, e tempero da sua preferência (pimenta do reino, cominho, ou tempero completo)
Refogar a cebola, pimentão e tomate numa panela e acrescenta a carne. Deixar cozinhar até quase secar.
Acrescenta o molho de tomate e a água. Deixe ferver.
Ferva uma água a parte e jogue a salsicha por uns dois minutos para que possa retirar o óleo desnecessário.
Coloque as salsichas (picadas ou inteiras) dentro do molho.
Sirva com o pão para cachorro quente ou com pão de sal (que também é uma delícia)
Se quiser, sirva com os acompanhamentos!

Esta foto é apenas uma ilustração.


P.S. Esse molho não fica muito vermelho (como estamos acostumados) porque a receita usa pouco molho de tomate. Quem quiser o molho mais vermelhinho, é só acrescentar mais molho e água. Não se esqueça de deixar ferver bastante.
Na verdade esses molhos de tomates prontos não são muito saudáveis, pois contém muito óleo e conservantes, mas são práticos, e acabam entrando no meu carrinho.....

Pizza Caseira

Ontem foi aniversário da minha cunhada, por isso fizemos um jantar especial lá em casa. PIZZA!

O gostoso da pizza caseira é que você prepara do jeito que você quer! Desde a espessura da massa até o recheio.
A massa foi sovada por mim e pelo marido. E olha! Saiu super gostosa!
Fizemos mais fina e deu 3 assadeiras grandes, 1 redonda e ainda sobrou massa.

Achei super divertido fazer em grupo... cada um opinou como queria a sua. Quanto ao recheio, fizemos variados: de peito de peru, de milho, de frango com milho, de calabresa, de queijo coalho, etc.

Comemos tanto que nem conseguimos fazer a de banana com chocolate.

Receita da massa:
  • 1 kg de farinha de trigo
  • 30 g de fermento biológico
  • 1 1/2 copo (tipo requeijão) de água morna
  • 1 1/2 colher (café) de açúcar
  • 1 1/2 colher (café) de sal
  • 1 xícara (café) de óleo
Misturei a água morna com o açúcar e o fermento fresco e misturei com os demais ingredientes. Sovei até ser substituída pelo marido que jogou (jogou mesmo) a massa no mármore por diversas vezes, batendo bem até ficar lisa e homogênea. Descansei a massa no armário por cerca de 1h.
Fui pegando pedaços da massa e abrindo com um rolo (na verdade, casco de cerveja de 600 ml - *devidamente lavado e esterelizado*), deixando uma espessura fina e colocando nas formas.
(Se você desejar a borda recheada, abra o disco de massa deixando 3 cm em toda a volta fora da forma. Coloque o recheio na borda e dobre a massa sobre ele fazendo pequenas dobras para fechar)
Passei uma camada fina de molho de tomate e levei para assar por +/- 10min em temperatura alta. Tirei, coloquei mais molhos e os “toppings” e assei por mais uns 10min cada uma.

Esqueci de tirar a foto da pizza, mas na próxima, eu tiro!